Conteúdo

Defesa dos Broncos engole Mariota e Tannehill fazendo Titans saírem de campo zerados

14 de outubro de 2019

(por Gabriel Mott)

 

Denver recebeu os Titans em seus domínios buscando sua segunda vitória na temporada, após quebrar uma sequência de 4 derrotas seguidas na semana passada contra os Chargers. Sem contar com Bradley Chubb o restante da temporada, a vitória teria que passar obrigatoriamente pelas mãos da defesa, já que Flacco & Cia ainda não se acertaram.

Já a franquia de Nashville vem de uma sofrida derrota para o Buffalo Bills, que culminou na demissão de Cairo Santos, após perder 4 field goals, e viu seus adversários de divisão se distanciarem cada vez mais. Apostando no inconsistente Marcus Mariota e no ótimo RB Derrick Henry, só a vitória interessava para que os Titans continuassem sonhando com os playoffs.

 

1º Quarto

A expectativa de um jogo truncado se confirmou logo no primeiro quarto, com a defesa de Denver se acertando e promovendo um show de punts da franquia do Tennessee, com direito a 3-and-out nas duas primeiras campanhas. Mariota pensando demais e Henry correndo em câmera lenta facilitaram muito a marcação da defesa de Vic Fangio. Não que o ataque da franquia do Colorado fosse melhor, mas Flacco ainda conseguiu conduzir seu time a marcar 3 pontos no field goal de 31 jardas convertido por Brandon McManus, mas em parte graças às corridas de Royce Freeman e Philip Lindsay.

2º Quarto

O segundo quarto foi uma cópia do primeiro, com Mariota e Flacco competindo para ver quem era menos improdutivo, Freeman e Henry correndo rotas pelo meio da linha defensiva e parando a poucas jardas após cruzar a linha de scrimmage. A salvação veio de um lançamento de 41 jardas de Flacco para o WR Courtland Sutton, colocando a franquia do Colorado em posição de converter seu segundo field goal no jogo, dessa vez em chute de 53 de McManus.

Para animar um pouco o sonolento jogo, durante o 2-minute warning, Flacco promove o momento “os Trapalhões” do jogo e sofre fumble após McGovern, o center dos Broncos, jogar a bola muito baixa, mas por sorte acaba sendo recuperada pelo próprio Flacco. E na campanha seguinte Marcus Mariota no desespero para tirar o zero do placar é interceptado pela primeira vez na temporada por Chris Harris Jr.

Intervalo: Titans 0-6 Broncos

3º Quarto

A segunda metade do jogo começa com os Broncos recebendo a bola e, logo em sua primeira campanha, Joe Flacco tenta um lançamento em profundidade para o novato TE Noah Fant, que não se dá ao trabalho de virar para pegar a bola e ela cai literalmente de graça no colo de Kevin Byard (sua terceira INT na temporada), dando para a equipe do Colorado, sua primeira interceptação. E após um punt para cada time, Mariota na iminência de ser sacado, lança a bola de qualquer forma para a frente e acaba sendo interceptado novamente, dessa vez por Justin Simmons. Com a posse de bola, foi a vez de Philip Lindsay botar a bola embaixo do braço e mostrar como se faz, conduzindo seu time pela primeira vez até a endzone, abrindo 13 pontos de vantagem. Após a interceptação, Mariota fica no banco e Ryan Tannehill assume o comando do terrível ataque dos Titans.


4º Quarto

O último quarto começa e, pela primeira vez no jogo, os Titans começam uma jogada no seu campo de ataque, mas pela milésima vez, ela acaba em punt. A cena do jogo até esse momento foi a de Mike Vrabel sentado à beira do campo com cara de desolado mandando Tannehill seguir uma quarta descida para 3 na linha de 13 jardas de ataque, prevendo o que iria acontecer, e Tannehill foi engolido pelo DE, DeMarcus Walker, dando um turnover em downs para a equipe do Colorado. Com o ataque laranja novamente avançando graças a Lindsay, McManus converte seu 3º field goal, dessa vez em chute de 48 jardas e coloca mais 3 pontos no placar. Porém, torcedor dos Titans, se você achou que estava ruim com Mariota, Tannehill consegue ser pior e, novamente em uma quarta descida longa na redzone, acaba sendo interceptado por Delaine Walker, dando a Flacco o trabalho de ajoelhar para garantir a vitória.

 

[[{"type":"media","view_mode":"media_large","fid":"3900","attributes":{"class":"media-image size-full wp-image-15619 aligncenter","typeof":"foaf:Image","style":"","width":"1200","height":"800","alt":""}}]]

 
Final: Tennessee Titans 0 – 16 Denver Broncos
 

A derrota humilhante dos Titans coloca o time no seu devido lugar, pois começaram empolgados após atropelarem os Browns. Em campo, dois QBs que juntos não dão um, chamadas ofensivas equivocadas, Derrick Henry correndo sempre pelo meio, Humphries, Davis e Walker só produzindo com o playbook aberto e com a vaca já tendo ido para o brejo e, com tudo isso, os Titans seguiram à risca os tópicos do fracasso. Será um longo final de temporada para os torcedores de Tennessee, seria bom começarem a pensar em uma alternativa para Marcus Mariota para o ano que vem, pois Mariota parece que não engrena.

Se tem algo que pode ser considerado positivo na vitória dos Broncos, foi a postura de sua defesa, se bem que bateu em bêbado, mas 7 sacks e três interceptações não são de se jogar fora. O ataque continua Lindsay-dependente, com Flacco tentando poucas jogadas aéreas e usando pouco Fant, Sanders e Sutton. Mas uma campanha positiva já é um sonho possível.