Conteúdo

Com mais um show defensivo, Patriots vencem Giants e seguem invictos

11 de outubro de 2019

(por Rodrigo Mota)

 

Os Giants bem que tentaram, mas não foram páreo para a força do ainda invicto New England Patriots. A probabilidade da equipe de Nova Iorque vencer era pequena, ainda mais contando com vários de seus elementos principais no ataque lesionados, como Saquon Barkley, Evan Engram e Sterling Shepard. Os Patriots vieram de uma vitória fácil sobre o frágil Washington Redskins, enquanto os Giants foram derrotados pelos Vikings, num verdadeiro balde de água fria na esperança da classificação para os playoffs. A expectativa era de um jogo pouco equilibrado, mas apesar da diferença técnica das equipes, o duelo teve equilíbrio por um bom período, mas no fim da linha os visitantes não aguentaram ao repertório do completo New England Patriots, que permanece invicto até então na temporada.


O jogo

Iniciando a partida nenhum dos dois ataques conseguiu encontrar muito ritmo. No primeiro drive do jogo os Patriots receberam a bola, após algumas boas jogadas muito "a la Patriots" (passes curtos e corridas) a equipe da casa resolveu arriscar uma 4 & 1 já no seu campo de ataque, porém a corrida de Sony Michel ficou curta da primeira descida, entregando a bola para a equipe visitante. Nos seguintes drives ambas as equipes falharam em converter primeiras descidas esfriando bastante o jogo. Já nos drives seguintes novamente destaque defensivo, mas desta vez por conta das interceptações, uma para cada lado, destaque para a de Janoris Jenkins dos Giants que retornou até distância de field goal, colocando os visitantes próximos de anotar os primeiros pontos da partida, porém, devido a uma falta pessoal no retorno, a bola foi recolocada um pouco a frente da metade do campo tornando inviável a tentativa de chute. Coube então ao time de especialistas dos Patriots abrir o placar. Após bloquear o punt de Dixon, a bola caiu no colo do novato Chase Winovich, que conseguiu controlar a bola e cruzar a end zone, inaugurando o placar no Gilette Stadium já na reta final do primeiro quarto.

Com a diferença de 7 pontos no placar os Giants foram em busca do empate, a equipe nova iorquina, que ainda não tinha convertido nenhuma primeira descida no jogo, foi em busca de alguma coisa ofensivamente, mas, sob forte pressão defensiva, Daniel Jones sofreu sua segunda interceptação, esta que foi retornada pela defesa até as proximidades da linha de 20 no campo de ataque, dando ótima condição de campo para Brady e companhia. Após algumas jogadas, New England entrou na end zone pela segunda vez, com Brandon Bolden, convertendo o ponto extra o placar se encontrava 14x0. Os anfitriões pareciam que iam disparar no placar, mas já no seguinte drive o ataque dos Giants finalmente deu a resposta, conectando alguns bons passes o calouro Jones encontrou o wide receiver Golden Tate para o primeiro touchdown dos visitantes. Após a conversão do chute, 14x7 para os Patriots.

As boas jogadas ofensivas também incendiaram a defesa, que logo na sequência forçou e recuperou um fumble sofrido por Tom Brady, anotando o primeiro touchdown defensivo do jogo, e surpreendentemente tínhamos um jogo empatado em 14x14, pouco antes do fim do segundo tempo. Com pouco menos de 5 minutos para o fim do primeiro tempo, os Patriots receberam a bola em busca de retomar a liderança, e assim o fizera m com 36 segundos restantes no segundo quarto, quando Brady trocou o braço pelas pernas e entrou na endzone com seu icônico quarterback sneak, fechando o primeiro tempo em 21x14 para os Patriots.

Já no segundo tempo o confronto se tornou um pouco menos equilibrado. Os Patriots, que possuiam 96-1 quando liderando por 14 ou mais pontos em casa, já iniciaram com o pé direito, a defesa mais uma vez apareceu e interceptou pela terceira vez Daniel Jones. Mesmo iniciando de forma avassaladora o placar se manteve como iniciou no terceiro quarto e não tivemos pontuação. Destaque para a tentativa do kicker estreante Nugent bateu na trave.

No quarto período, mais uma atuação primordial da defesa de New England, onde Kyle Van Noy recuperou o fumble sofrido pelo running back Hilliman retornando para touchdown, 28x14 para os Patriots. Após mais uma posse sem sucesso, os Giants devolveram a bola para o ataque do time da casa, e os Patriots lentamente foram consumindo o relógio. Com pouco menos de 4 minutos para o fim da partida, Tom Brady, no seu segundo Sneak, praticamente selou a vitória anotando seu segundo touchdown terrestre do dia.

Os Giants precisavam de um milagre para um triunfo tão improvável em Foxborough, mas sua última campanha ofensiva não saiu do lugar, Jones não desenvolveu o drive e retornou a bola para os anfitriões que gastaram mais um pouco de relógio e fecharam a partida.
Final: New York Giants 14-35 New England Patriots
 

[[{"type":"media","view_mode":"media_large","fid":"3889","attributes":{"class":"media-image size-full wp-image-15516 aligncenter","typeof":"foaf:Image","style":"","width":"1200","height":"800","alt":""}}]]

 

A vitória dos Patriots não surpreende muita gente, já que a equipe se mostrou muito completa em todos os setores do campo. O desempenho ofensivo ficou um pouco aquém do que se espera da equipe, mas com uma forte defesa e special teams, os Patriots se consolidam cada vez mais como o melhor time da NFL. New England visita o New York Jets na próxima semana, no MetLife Stadium, visando manter sua invencibilidade.

Já os Giants sabiam que o jogo seria difícil, mas a vitória cairia muito bem ao Big Blue, que poderia encostar nos lideres da NFC leste, Dallas Cowboys e Philadelphia Eagles.

Os Giants recebem na semana que vem os Cardinals para tentarem a reabilitação.