Conteúdo

(por Leonardo Costa)

Alguns jogadores precisam trocar de ares para apresentarem o melhor de sua forma. O exemplo recente mais expressivo foi o Victor Oladipo, que chegou um tanto quanto em baixa nos Pacers após passagens melancólicas em Orlando e Oklahoma City. Outro que evoluiu muito ao trocar de franquia foi D'Angelo Russell, que deixou os Lakers para se tornar All-Star nos Nets. Seguindo essa linha, listamos cinco jogadores que podem mostrar um bom nível de jogo em uma nova equipe e que devem ser acompanhados de perto.

1 - Lonzo Ball - New Orleans Pelicans
Sua passagem na NBA tem sido muito mais marcada pelo seu pai falastrão do que por suas atuações. Apresenta inúmeras qualidades, mas os ares de Los Angeles não o fizeram desenvolver como o esperado em suas duas primeiras temporadas na liga. Envolvido na troca que levou Anthony Davis, Ball melhorou seus números em termos de aproveitamento de arremessos de quadra, mas após a chegada de LeBron, a bola ficou menos tempo em seu domínio do que em sua temporada de rookie. Agora, nos Pelicans, esses números devem aumentar, assim como a produção ofensiva, sem falar no que a motivação de ter sido "descartado" pelos Lakers deve gerar. Ball, junto com Jrue Holiday, pode causar um bom estrago nos adversários.

2 - Brandon Ingram - New Orleans Pelicans
 

[[{"type":"media","view_mode":"media_large","fid":"3761","attributes":{"class":"media-image size-full wp-image-14702 aligncenter","typeof":"foaf:Image","style":"","width":"1280","height":"720","alt":""}}]]

Outro jogador que deixou os Lakers e seguiu rumo aos Pelicans. Ingram também sofreu com a presença de LeBron, tanto que quando o astro estava lesionado, suas médias subiram consideravelmente, mas foram as lesões suas principais inimigas. Entretanto, mesmo assim conseguiu deixar boa impressão na liga. Agora, nos Pelicans, a pressão sobre ele será menor, já que os holofotes estarão todos em Zion Williamson, sem falar que o jogo veloz que imaginamos que a franquia utilizará vai favorecer seu estilo e o deixará em boa situação para o final da temporada, quando estará como agente livre restrito.

3 - Bobby Portis - New York Knicks
O elenco dos Knicks está recheado de jogadores que jogam na posição de ala-pivô mas, além de Julius Randle, vale a pena ficar de olho em Bobby Portis. Usado como sexto-homem na época de Chicago, sua função mudou quando chegou aos Wizards, onde iniciou uma maior quantidade de partidas e deixou médias de 18,7 pontos e 11,3 rebotes em seus 36 minutos de quadra por jogo, além de um aproveitamento de 40% da linha de três pontos. Na equipe da Big Apple, ele pode voltar a ser aquele jogador que vem do banco, mas com boa minutagem em quadra, que aumentará sua produção e pode transformá-lo em jogador mais conhecido do público.

4 - Jabari Parker - Atlanta Hawks
Parker assinou um contrato de duas temporadas com os Bulls antes do começo da temporada 18/19, mas nunca deu liga junto com outros bons nomes do elenco, como Lauri Markkanen, Wendel Carter Jr e Bobby Porter. De Chicago foi enviado para os Wizards, onde não jogou nenhum minuto sequer, ficando livre no mercado ao final da temporada. Por mais que não seja um grande defensor, seu poder ofensivo é inegável, e neste momento, chegar à jovem equipe dos Hawks pode fazer com que cresça e recupere a relevância que já teve. Parker terá ao seu lado um talentosíssimo armador, Trae Young, dono de uma visão aguçada, e assim, o jogador de 24 anos não precisará preocupar-se em criar constantemente seus ataques.

5 - Raul Neto - Philadelphia 76ers
 

[[{"type":"media","view_mode":"media_large","fid":"3762","attributes":{"class":"media-image size-full wp-image-14124 aligncenter","typeof":"foaf:Image","style":"","width":"1200","height":"675","alt":""}}]]

 
O último nome da lista é do brasileiro Raulzinho, que deixou o Jazz, equipe pela qual atuou seus quatro anos de NBA, para se transferir aos 76ers. Com um contrato de apenas uma temporada, o brasileiro terá ao seu lado um time com maiores chances de título do que tinha em Salt Lake, e dividirá a quadra com nomes do calibre de Ben Simmons e Joel Embiid, sendo o australiano o armador titular da franquia. A concorrência de Raul Neto para a reserva imediata de Simmons deve ser com Trey Burke e o brasileiro tem chances de levar essa.
Aos 27 anos, Raulzinho tem nas mãos uma grande chance para fortalecer seu nome na liga, mas para isso precisa manter-se saudável e mostrar todo seu potencial.