Conteúdo

Air Jordan e a NBA: como a moda conseguiu atrair novos olhares para a liga americana e transformá-la em tendência

29 de agosto de 2019

(por Vanessa Monte Bello)

 

Massachussets, 1891 - em meio a um inverno intenso surge o basquete, com o intuito de que as crianças pudessem praticar um esporte em ambientes fechados ou abertos, no inverno ou verão e, principalmente, que não envolvesse violência.

De lá pra cá muita coisa mudou: regras, nasceu a bilionária NBA, grandes jogadores surgiram, etc. Mas, foi entre 1980 e 1990 que o basquete começou a ganhar público de verdade em todo o mundo, quando surgiu um "astro rei" chamado Michael Jordan!

Sim, ele foi e ainda é - O CARA! Com ele foi lançada uma das maiores tendências mundiais - o AIR JORDAN - e o mundo "basqueteiro" só tem a agradecer até hoje pela junção MARKETING + BASQUETE.

Essa união de Michael com o mundo publicitário fez com que a autoestima e a força dos negros norte-americanos voltasse com tudo, além de transformar o esporte em algo presente nas ruas, chegando a ser considerado um elemento oficial da cultura Hip-Hop.

 

MODA

É incrível como cada jogador arruma uma forma de se destacar em quadra e, o lançamento do AIR JORDAN trouxe muita visibilidade pra NBA, fazendo com que outros jogadores como LeBron James, Kevin Durant, Kyrie Irving e Stephen Curry começassem a ser patrocinados pelas marcas esportivas, criando seus próprios modelos de tênis e vestuário.

Assim como outros jogadores também conseguem gerar uma influência enorme por sua ousadia, que ultrapassa as linhas da quadra, como James Harden e Russell Westbrook. Além de tudo isso, símbolos do pop feminino também fizeram com que essa moda street influenciasse as mulheres, que estão cada vez mais inseridas nesse mundo do basquete, como Rihanna, Miley Cyrus, Bella Thorne e até Anitta.

 

 

Hoje em dia é praticamente impossível você caminhar pelas ruas brasileiras e não cruzar com alguém vestindo uma camisa da NBA. Jerseys de LeBron, Curry e cia estão por toda parte, assim como as retrôs e os tênis de Michael Jordan. 

 

O GRANDE "BOOM" DA NBA

Foi na segunda metade dos anos 90 que a NBA teve seu grande estouro com os jovens. Claro que existem grandes fatores como a performance dos jogadores, que antes era vista apenas no futebol, mas começou a ser vista nas noites das famílias brasileiras pela TV Bandeirantes, se tornando uma surpresa para todos, afinal, numa época que a internet não existia e a TV fechada ainda estava engatinhando, o público foi apresentado às enterradas, crossovers e jumpers do melhor basquete do mundo, justamente na época de ouro na NBA, com aquele ilustre jogador chamado Michael Jordan.

Dessa forma, a NBA desembarcou no Brasil juntamente com a camisa 23 dos Bulls e o tênis Air Jordan como símbolos da excelência e do sucesso que uma pessoa determinada pode alcançar.

Tudo isso ganha uma dimensão imensa quando é mostrado para o mundo inteiro, com o poder que uma imagem pode causar. Não é apenas vestir um tênis e uma camisa de um time, é o fato de que vestir um Air Jordan e uma jersey número 23 passe de um vestuário comum para uma ocasião especial. Até porque, a sensação de vestir o "nome" de um dos maiores atletas do mundo e mais bem pagos da história é algo que vai além de uma simples experiência.

 

COMO SURGIU O AIR JORDAN

Os homens de frente da Nike estavam reunidos nos bosques de Oregon para discutir sobre novas possibilidades, buscando na verdade uma mudança de cenário num caminho caro e ousado dentro do basquete profissional.

Sim, Phil Knight estava lá assim como seu braço direito e advogado, Rob Strasser, o designer Peter Moore, entre outros funcionários. Porém, nenhum deles tinha muito conhecimento sobre um magrelo alto da Carolina do Norte chamado Michael Jordan e, muito menos imaginariam o que ele significaria para a marca.

Tudo teve início naquele dia de janeiro de 1984. Phil fundou a Nike em 1970 com o objetivo de produzir tênis de corrida, até porque sua entrada no basquete não tinha sido bem sucedida. Mas a Nike não desistiu e, de forma inovadora, assinou contrato para apoiar atletas e times universitários, que mais pra frente poderiam se transformar em garotos propaganda da marca.

Phil sabia que o dinheiro de verdade viria da liga profissional, mas dois grandes nomes do basquete, Larry Bird e Magic Johnson, além de muitos outros, já eram contratados pela Converse. Com isso, Paul Sonny Vaccaro - expert em basquete - deu a idéia da Nike pegar algum calouro para dar uma nova cara pra liga e ainda mais, a marca queria criar um tênis exclusivo para um jogador e depois vender uma experiência para as pessoas de vestir um pacote inteiro de performance e personalidade, não apenas um par de tênis.

Naquela reunião, Rob Strasser olhou pra Vaccaro e pensaram em apenas um cara - Jordan! Ninguém o conhecia direito, mas ele já tinha metido a bola do campeonato pra Carolina do Norte em 1982. Em 1984, não havia muitos negros famosos nos EUA e o fato de ter um jovem negro vendendo tênis para a América branca era absurda, ainda mais um que ninguém quase conhecia, mas Vaccaro sabia que poderia dar certo.

Jordan tinha um estilo de jogo que encantava a todos, além da simpatia. Apenas seis meses depois ocorreu a reunião entre a Nike e Jordan e sim, diante de uma guerra entre todas as marcas, a Nike alcançou a vitória do contrato, oferecendo U$500mil e um pedaço dos lucros pela venda dos produtos

O primeiro Air Jordan surgiu em 1985, nas cores do time que Jordan jogava, o Chicago Bulls, e o sucesso foi imediato. Depois disso, só alegria!! Em 1984, a receita da Nike era de U$900 milhões, em 1997 a marca já ultrapassava os U$9,19 bilhões, principalmente após o quinto título de Michael Jordan na NBA.

 

 

As vendas e a EXPERIÊNCIA dos Air Jordan continuam até hoje num ritmo frenético, tendo a Jordan como uma marca independente dentro da Nike, com sua própria coleção e logomarca - o Jumpman - como forma icônica de tudo isso. 

Jordan é o garoto-propaganda mais influente do mundo e será por muitos anos ainda, quem sabe, por todo sempre!

O cara merece não é mesmo? E a NBA agradece..afinal, a cada dia a liga ganha ainda mais espectadores e fãs e muito disso se deve à moda e ao estilo de vida dos atletas do esporte em questão.