Conteúdo

(Por Matheus Correia)

Nesta quarta-feira (26) foi noticiado que o superstar de Golden State, Kevin Durant, rejeitou sua Player Option de 31.5 milhões de dólares por mais um ano na equipe de Oakland, o que significa que agora o jogador é um agente livre irrestrito. Por conta de sua lesão (Ruptura do Tendão de Aquiles), que provavelmente o deixará fora de toda a temporada de 2019-2020, havia certa chance de o jogador optar por mais um ano de contrato, já que seu valor na Free Agency poderia diminuir. Mesmo assim, muitos times mantiveram o interesse de assinar um contrato máximo com o ala.

A principal questão agora é aonde Durant irá aterrissar. Knicks, Nets e Warriors lideram a corrida pelo jogador. Ainda tem equipes como os Clippers, que correm por fora. Fizemos uma análise para os cenários mais prováveis que podem ocorrer nesta Free Agency.

New York Knicks

Antes mesmo do fim da temporada, os Knicks demonstraram um grande interesse em Kevin Durant. Não apenas isso, como reunir outro nome de peso junto ao o ala, já que a equipe possui cap space suficiente para isso. De uma perspectiva de basquete, busca imediata por títulos, os Knicks não tem uma das equipes mais atraentes. Isso porque dependem muito da contratação de outro All-Star e a franquia nova-iorquina vem de uma temporada terrível. Mas seria algo muito parecido com o que LeBron James fez: ir para a equipe que garante mais visibilidade. Por isso, trazer outro All-Star se torna um pouco mais fácil. O elenco de NY pode ser limitado, mas ainda sim tem diversos jogadores jovens que podem vir a desenvolver ou virar uma importante peça de troca. O maior problema realmente seria para o lado dos Knicks. Não dá pra saber se Kevin Durant voltará a ser o mesmo Durant de antes da lesão, e o fato do jogador ficar a próxima temporada ausente significa mais um ano sem competir pelo título para a franquia. O contrato máximo renderia 630,6 milhões de reais por 4 anos com a franquia. É importante lembrar novamente que destes 4 anos, Durant poderá jogar apenas 3 por conta da lesão.

 

Brooklyn Nets

A cada dia que se passa, as especulações e os rumores apontam que Durant e Irving irão se unir em Brooklyn. A dupla, tão invejada em NY, pode ter como destino, os Nets. As casas de apostas em Las Vegas apontam a franquia como a favorita para assinar com Durant. E Brooklyn já deixou suas intenções bem claras: a saída de Alan Crabbe e seu enorme contrato é claramente um movimento realizado para tentar essa façanha. Mesmo no caso de não assinar com Kyrie, os Nets deveriam depositar seu foco em Durant. A equipe possui D’Angelo Russell como um agente livre restrito, o que significa que os Nets podem igualar um possível contrato oferecido para Russell por outra equipe.  A profundidade do elenco de Brooklyn é bem maior que a dos Knicks, com jogadores como Spencer Dinwiddie e Caris Levert vindo do banco, além de ainda possuir diversos jogadores jovens com um ótimo potencial de troca ou desenvolvimento. Além disso, o basquete apresentado pela equipe na última temporada agrada muito mais do que o de seu vizinho nova-iorquino. Talvez a visibilidade seja menor, mas o rumor de que Brooklyn virou o principal contender por Durant cresce cada vez mais. Igualmente aos Knicks, Durant provavelmente assinaria um contrato máximo pro 4 anos.

Golden State Warriors

Existem duas opções para Golden State caso a equipe reassine com o jogador por possivelmente mais 5 anos: A primeira, de manter o superstar. A segunda, de realizar uma situação de “sign-and-trade”, aonde a equipe irá assinar com o jogador e buscar uma troca envolvendo o mesmo. Isso irá depender se os dirigentes da franquia acreditarem em Durant e seu basquete futuramente, ou que em uma troca envolvendo-o, boas peças podem aterrissar em Oakland/São Francisco. Independente de tudo isso, os Warriors já conseguiram uma vitória só pelo fato de KD não ter aceitado sua player-option. Durant ganharia 31,5 milhões de dólares no ano sem jogar, e na temporada seguinte, seria um agente livre irrestrito. Talvez a melhor opção para Golden State seria a de sign-and-trade. É uma boa forma de manter a equipe competitiva e na busca de um título na próxima temporada. Mas devido à lesão do jogador, isso se torna bem improvável de acontecer. Diferente de Brooklyn e os Knicks, caso reassine com GSW, Durant irá ficar por 5 anos na equipe, recebendo 845,5 milhões de reais.

Los Angeles Clippers

Apesar de serem apontados como o destino mais improvável, os Clippers já demonstraram interesse no jogador. O plano inicial da equipe é de unir Durant e Kawhi Leonard. Assim como Brooklyn, possui uma boa profundidade em seu elenco, contando com jogadores como Danilo Gallinari, Montrezl Harrell e Lou Williams. A competição é forte, mas mesmo assinando apenas com Durant, a equipe se torna uma boa contender pelo título nos próximos anos.

Não dá pra prevermos como Kevin Durant irá voltar de sua lesão. E também não dá pra saber a mentalidade dos dirigentes das franquias em relação a isso. Até agora, nenhuma das equipes se expressaram negando o interesse pelo jogador devido à contusão. E provavelmente, salvo Golden State, nenhuma irá brigar pelo título na próxima temporada com o jogador devido à sua inatividade. Se os Warriors quiserem manter o time atual, reassinando com KD terá que contar com a aceitação de Klay Thompson em não receber um contrato máximo (algo pelo que o jogador já expressou desejo), pois a equipe excederia em muito o teto salarial da liga e teriam que pagar uma multa altíssima para a NBA.

E você leitor, qual destino você acha mais apropriado para Kevin Durant: Se mover para New York, continuar em Golden State ou buscar uma aventura em um time inesperado? Além disso, vale a pena apostar no jogador por conta de sua lesão?