Conteúdo

Em duas prorrogações, Toronto Raptors defende sua casa e mantém a série viva

20 de maio de 2019

(por Natassjia Monteiro)

 

“Para onde você vai agora?” Pergunta o repórter à Kawhi Leonard. O jogador, que faz sua primeira temporada pelo time canadense, responde sem demora: “À Toronto. Jogo três”. Mesmo dando ar de piada – e quase arrancando um sorriso do atleta-- ele não mentiu. O ala anotou 36 pontos, 9 rebotes e 5 assistências no jogo, sendo o cestinha da partida e o jogador principal para a vitória de sua equipe em casa. Através dessa partida, o Toronto Raptors se mantém vivo na competição, com a possibilidade do empate no próximo confronto.

O jogo

A partida começa de maneira excelente para os anfitriões. Marc Gasol (16 pontos) tem um inicio de forte presença, assim como Norman Powell (19 pontos). Jogando de igual para igual, Toronto consegue abrir vantagem e vencer os 12 primeiros minutos do confronto, mesmo com um inicio medíocre do armador titular Kyle Lowry. O camisa 7 teve dificuldade para se achar até o segundo quarto, onde finalmente se encaixou. Ao todo, Lowry anotou 11 pontos.

Giannis sofreu com a defesa do time anfitrião. A defesa dupla em cima do jogador impediu que ele jogasse da maneira que gosta: infiltrando. Sem espaço para fazer suas famosas infiltrações, o indicado ao premio de MVP, se viu forçado a arremessar. O que não deu muito certo, mesmo anotando 12 pontos, ficou com um aproveitamento de 31% (5-16), muito abaixo da sua média de pontos na série, que era de 27 PPG.

Toronto parecia ter controle do jogo, com o principal jogador da equipe adversária anulado, só bastava finalizar a partida. Foi aí que o time encontrou dificuldade. Os Bucks aproveitando-se disso e suas bolas de três caindo em bons momentos, encostaram o placar no último período: 96 a 94. Siakam tinha a chance de aumentar a vantagem e colocar sua equipe em uma situação muito mais confortável, porém, errou os dois lances livres faltando apenas 7 segundos para o final. Com o jogo ainda em aberto, Middleton de tabelinha anota dois pontos mandando o jogo para o primeiro de dois overtimes.

Um confronto cheio de faltas e turnovers por ambas as equipes. Além de três jogadores ejetados por faltas --Kyle Lowry e Norman Powell pelos Raptors e Giannis Antetokoumpo pelos Bucks. A ejeção do grego no overtime foi muito significativa para os visitantes, não em questão de pontos, mas sim pela moral que o jogador impõe ao jogo. O mesmo, acredita que sua ejeção não foi o que custou ao seu time a vitória.

Os Raptors, quase invocaram o “espírito entregador de jogos” dos Trail Blazers, mas graças a incrível atuação de Kawhi Leonard, o time vence depois de duas prorrogações.

 

 

Ovacionado ao som de “MVP” * o camisa dois jogou 58 minutos e em diversos momentos saiu mancando sentindo o joelho. Ao seu lado esteve Siakam, que foi indicado para o prêmio “MIP”*, jogou 51 minutos e anotou um importantíssimo duplo-duplo com 25 pontos e 11 rebotes.

Resultado: Milwaukee Bucks 112 x 118 Toronto Raptors (2OT)

A próxima partida será na terça-feira, às 21h30, na Scotiabank Arena. Os Raps buscarão, no seu segundo compromisso em casa, empatar a série contra grego Antetokoumpo. Eles já conseguiram anulá-lo uma vez, mas serão capazes de para-lo de novo?