Conteúdo
(por Leonardo Costa)

A tabela do penúltimo final de semana de maio na MLB inclui o segundo assalto da grande batalha pela liderança da Divisão Leste da Liga Americana, o choque entre os dois últimos campeões da World Series, a reedição de uma recente decisão e os principais candidatos a MVP da Liga Nacional na perseguição de marcas sagradas. Motivos de sobra para que você não desgrude das transmissões da Liga.

Cody Bellinger e seu AVG .401

O 1B/OF Cody Bellinger, do Los Angeles Dodgers, entrará ao final de semana rebatendo .401 em 43 partidas e 181 aparições. Nenhum jogador dos Dodgers chegou tão longe na temporada com números de rebatidas acima de .400 desde que Jackie Robinson fez em 177 aparições no ano de 1951, quando terminou a temporada com .338.

Há 78 anos que Ted Willians, dos Red Sox, foi o último rebatedor das Grandes Ligas a terminar a temporada com uma média de .400 ou mais. Willians teve .406, a oitava média mais alta desde 1900.

Por mais que seus números estejam baixando, Bellinger, de 23 anos, ainda poderá ameaçar o recorde para um jogador dos Dodgers desde que a equipe joga em Los Angeles (desde 1958), que pertence ao catcher Mike Piazza, com .362 em 1997. Piazza foi o terceiro colocado no quesito da Liga Nacional deste ano.

O último jogador dos Dogders que liderou a Liga Nacional em AVG. foi Tommy Davis em 1962 (.342) e 1963 (.326).
Christian Yelich projeta 60 HR's

O outfielder Christian Yelich, dos Brewers, rebateu dois HR's em sua última partida para aumentar a 18 sua liderança em quadrangulares na MLB. Foram necessários 41 jogos para que ele pudesse alcançar uma cifra que na temporada passada atingiu somente na partida 101, quando terminou com 36 e foi nomeado o MVP da Liga Nacional.

A projeção matemática de Yelich é de conectar 63 HR's nesta temporada. Na história da MLB, somente cinco jogadores conseguiram 60 ou mais HR's em uma temporada. Ex-companheiro de Yelich nos Marlins, Giancarlo Stanton, hoje nos Yankees, alcançou 59 em 2017.

A marca da franquia de Milwaukee pertence ao 1B Prince Fielder, com os 50 que conseguiu em 2007. Pesa contra Yelich, o fato de ter apenas um HR em 88 jogos contra os pitcher de Atlanta Braves, seus rivais neste final de semana.
Tampa Bay Rays x New York Yankees - Round 2

 

 

Pelo segundo final de semana consecutivo, Rays e Yankees medem forças pelo primeiro lugar da Divisão Leste da Liga Americana, mas desta vez a partida será disputada no Bronx. Na semana passada, no Tropicana Field, os Yankees ganharam dois dos três jogos para se aproximarem a meio jogo do topo da classificação.

Para o início desse segundo assalto, as coisas seguem igual como terminou o primeiro. Tampa Bay (26-15) e New York (26-16) estão separados por apenas uma vitória a mais em favor dos líderes. Os Rays ocupam a primeira colocação de sua divisão pelos últimos 55 dias da temporada.

Desde 2015, as duas equipes não se enfrentavam tão tarde na temporada como líderes de sua divisão, e contando a partir de agosto de 2014, os Yankees dominam a série particular por 52-36 e ganharam 20 das últimas 28 séries contra Tampa Bay.

Cardinals x Rangers em Arlington-TX

A última vez que o St. Louis Cardinals jogou em Arlington, foi durante a World Series de 2011, quando o Texas Rangers não capitalizou uma vantagem de 3-2 na série, além de desperdiçar uma liderança de 7-4 na oitava entrada do jogo seis e deixou escapar a maior oportunidade que teve de conquistar um título em seus 59 anos de história.

O catcher portoriquenho Yadier Molina (Cardinals) e o venezuelano Elvis Andrus (Rangers) são os únicos jogadores a permanecerem nos elencos de ambas equipe desde a Série Mundial há oito anos.
St. Louis (23-21), que perdeu sete dos últimos 10 jogos, distanciando-se da disputa pela liderança contra Cubs (25-16) e Brewers (27-19) pela Divisão Central da Liga Nacional, tem 2-2 em Arlington. Texas (19-22), por sua vez, venceu as seis partidas que disputou como visitante ao Busch Stadium, casa dos Cardinals.
Choque de campeões no Fenway Park

 

 

Os Astros, que ganharam a Série Mundial de 2017, visitam os Red Sox, atuais campeões da MLB, em um confronto épico entre dois dos favoritos da Liga Americana para chegarem até a WS em outubro.
Houston (29-15) domina a Divisão Oeste com a melhor campanha da liga e vem de oito triunfos seguidos, ostentando a maior diferença de corridas (+87) da liga. Do outro lado, Boston (23-20) ganhou 9 de 11 e tem retrospecto de 12-3 em seus últimos 15 jogos, o que fez diminuir para quatro partidas a diferença para liderança da Divisão Leste, a qual ganhou nas últimas três temporadas.
No trajeto rumo à sua primeira WS da história, os Astros eliminaram os Red Sox em quatro partidas nas Séries Divisionais de 2017. Por sua vez, para conquistar seu quarto título em 14 anos, Boston bateu Houston na Série de Campeonato da Liga Americana na temporada passada. Estamos presenciando a criação de uma rivalidade.