Conteúdo

Skinner perde no reencontro com os Canes. Virada espetacular dos Penguins. Jets e Flames em alta

12 de janeiro de 2019

(por Rafael Lima)
 

Saiba como foram os jogos de sexta na NHL:

 
Buffalo Sabres 3-4 Carolina Hurricanes
No reencontro de Jeff Skinner com os Hurricanes na PNC Arena, quem comemorou foi o time da casa. Depois de um primeiro período equilibrado em que Michael Ferland abriu o placar para os anfitriões e o nome mais falado da noite, Skinner, empatou para os Sabres, o Carolina exerceu sua superioridade.
No início da segunda etapa Justin Williams anotou o segundo dos Hurricanes, mas Jason Pominville empatou 30 segundos após, só que a partir daí Sebastian Aho resolveu marcar presença, marcando o terceiro e o quarto gols dos Canes, praticamente liquidando a fatura, pela forma como estava se desenvolvendo o embate. Kyle Okposo diminuiu para os visitantes nos minutos finais, mas Buffalo não teve forças para reagir.
 
Detroit Red Wings 2-4 Winnipeg Jets
 

[[{"type":"media","view_mode":"media_large","fid":"2330","attributes":{"class":"media-image size-full wp-image-8916 aligncenter","typeof":"foaf:Image","style":"","width":"2987","height":"1680","alt":""}}]]

 
Junte um dos piores times da conferência leste contra um dos melhores do oeste, o resultado se torna fácil de adivinhar: vitória tranquila do líder da divisão central, o Winnipeg Jets.
Com menos de cinco minutos do segundo período o placar já anotava 3 a 0 para os canadenses (Brandon Tanev, Blake Wheeler e Bryan Little). Porém, primeiro com Luke Glendening e depois com Dennis Cholowski, os Red Wings encostaram no marcador, mas os Jets se defenderam bem e, já se aproveitando do desespero final de Detroit, Kyle Connor marcou o quarto dos Jets, liquidando a fatura.
 
Florida Panthers 3-4 Calgary Flames
Os Flames seguem embalados, mesmo sofrendo 2 a 0 (Mike Hoffman e Jonathan Huberdeau), o time se organizou a partir do segundo período, empatando com Michael Frolik e Mark Giordano e, virando o duelo com Matthew Tkachuk. No final o jogo ficou frenético, Sean Monahan fez o quarto de Calgary, mas com 20 segundos para o término do embate, Evgenii Dadonov ainda diminuiu para os Panthers. Hoje o Calgary Flames é um dos times mais quentes da NHL.
 
Pittsburgh Penguins 7-4 Anaheim Ducks
Alguém anotou a placa? Alguém entendeu o que aconteceu? Alguém lembra de algum jogo tão maluco quanto esse? Enfim, quem tiver respostas se manifeste, porque essa partida foi um roteiro de Hollywood adaptado para a vida real, onde o mocinho Pittsburgh começou apanhando feio do vilão Anaheim, mas conseguiu uma reviravolta épica.
O primeiro tempo terminou 3 a 0 para os Ducks com gols de Nick Ritchie, Ryan Getzlaf e Daniel Sprong. No segundo período um misto de relaxamento de Anaheim com uma reação avassaladora dos Penguins aconteceu. Evgeni Malkin e Jake Guentzel duas vezes, empataram o duelo em 11 minutos.
 

[[{"type":"media","view_mode":"media_large","fid":"2331","attributes":{"class":"media-image size-full wp-image-8915 aligncenter","typeof":"foaf:Image","style":"","width":"1200","height":"800","alt":""}}]]

 
Jakob Silfverberg deu um alento para a torcida, mas isso não abalou os destemidos visitantes. Na etapa final Tanner Pearson empatou e Phil Kessel virou o confronto. Os Ducks foram para o desespero e tomaram mais dois, novamente com Pearson e Guentzel, que configurou seu hat-trick. Que vitória do Pittsburgh Penguins, voltando a ser aquele time temido dos últimos anos.