Conteúdo

Predators dão show fora de casa, Sharks vencem clássico californiano e muito mais

8 de janeiro de 2019

(por Rafael Lima)
 
Saiba como foram os confrontos:
 
Nashville Predators 4-0 Toronto Maple Leafs
Quem disse que o time de Nashville não se dá bem jogando fora de casa?
Os Predators assumiram a liderança da divisão central com uma belíssima vitória contra o forte time do Toronto Maple Leafs, na Scotiabank Arena.
A equipe do Tennessee não tomou conhecimento dos canadenses e, a partir do segundo quarto, os gols começaram a sair. Mattias Ekholm abriu o placar e P.K. Subban anotou o segundo dos Predators. Na etapa final os visitantes não tiraram o pé, Colton Sissons e Kevin Fiala configuraram a goleada.
 
Los Angeles Kings 1-3 San Jose Sharks
Erik Karlsson teve uma grande noite no SAP Center. O defensor participou de três gols de San Jose, que mostrou mais consistência tanto no ataque como na defesa, dominando a partida praticamente do início ao fim.
 

[[{"type":"media","view_mode":"media_large","fid":"2321","attributes":{"class":"media-image size-full wp-image-8846 aligncenter","typeof":"foaf:Image","style":"","width":"1200","height":"674","alt":""}}]]

 
Joonas Donskoi abriu o placar no fim do primeiro tempo. Mas, no início do segundo tempo, Anze Kopitar empatou para os Kings, só que pouco tempo depois, Tomas Hertl recolocou os Sharks na frente. O golpe de misericórdia veio no minuto final do embate com Joe Thornton marcando em powerplay, com a terceira assistência de Karlsson no confronto.
 
St. Louis Blues 3-0 Philadelphia Flyers
No duelo entre duas das piores equipes da temporada, os Blues, que jogavam fora de casa, contaram com uma ótima atuação do jovem goleiro Jordan Binnington, para vencerem os pouco inspirados Flyers. Os gols dos visitantes foram marcados por Brayden Schenn, Vladimir Tarasenko e David Perron.
 
Minnesota Wild 1-0 Montreal Canadiens
Em partida tática, pegada, praticamente um jogo de xadrez, em que tudo poderia acontecer, os goleiros brilharam e Mikael Granlund aproveitou um incrível vacilo da defesa dos Canadiens para anotar o gol solitário, que definiu a importante vitória de Minnesota. O grande destaque do Wild foi o goleiro Devan Dubnyk, que fechou o gol com 32 defesas e conquistou seu primeiro shutout na temporada. Com a vitória o Minnesota Wild entra na zona de wild card do oeste.
 
Calgary Flames 4-3 Chicago Blackhawks
 

[[{"type":"media","view_mode":"media_large","fid":"2322","attributes":{"class":"media-image size-full wp-image-8845 aligncenter","typeof":"foaf:Image","style":"","width":"1200","height":"800","alt":""}}]]

 
O Calgary Flames tem a melhor campanha do Pacífico e foi visitar os Blackhawks com um pequeno favoritismo, mas o que se viu foi um jogaço, repleto de alternativas.
Johnny Gaudreau abriu o placar para os Flames mas, ainda no primeiro período, o craque Patrick Kane empatou o jogo.
O segundo tempo continuou equilibrado, Alex DeBrincat virou para os anfitriões, mas Sean Monahan colocou a igualdade novamente no placar.
O duelo reservava emoção para o terceiro período, mas Calgary voltou disposto a colocar fogo no gelo. Com menos de um minuto Gaudreau recolocou os visitantes na frente. O embate continuou lá e cá, Chicago buscava o resultado de todas as formas, mas o goleiro David Rittich resolveu pegar tudo.  Só que no último minuto Garnet Hathaway fez o gol do alívio para os Flames, porém, Brandon Saad, 20 segundos depois, diminuiu para os Blackhawks, colocando números finais no emocionante confronto.