Conteúdo
×

Error message

  • Notice: Trying to access array offset on value of type bool in imagecache_token_tokens() (line 179 of /home/playmakerbr/playmakerbrasil.com.br/sites/all/modules/contrib/imagecache_token/imagecache_token.tokens.inc).
  • Notice: Trying to access array offset on value of type bool in imagecache_token_tokens() (line 183 of /home/playmakerbr/playmakerbrasil.com.br/sites/all/modules/contrib/imagecache_token/imagecache_token.tokens.inc).
  • Notice: Trying to access array offset on value of type bool in imagecache_token_tokens() (line 179 of /home/playmakerbr/playmakerbrasil.com.br/sites/all/modules/contrib/imagecache_token/imagecache_token.tokens.inc).
  • Notice: Trying to access array offset on value of type bool in imagecache_token_tokens() (line 183 of /home/playmakerbr/playmakerbrasil.com.br/sites/all/modules/contrib/imagecache_token/imagecache_token.tokens.inc).

Rams vencem Seahawks em Seattle, e continuam invictos na temporada

8 de outubro de 2018

(por Edmar Jardim)

 

Em um jogaço na tarde deste domingo 07/10, o Los Angeles Rams (5-0) conseguiu manter a invencibilidade na temporada, e bateu o Seattle Seahawks (2-3) no Century Link Field por 33 a 31.

O grande favoritismo de L.A não se confirmou durante toda a partida. Esse é um fato que precisa ser levado em consideração para o prosseguimento da temporada. O esperado massacre do rolo compressor de 2018 sobre a esfacelada defesa do time da casa não aconteceu, e a vitória se deu nos minutos finais da partida.

No excelente primeiro tempo, um verdadeiro tiroteio. Os destaques ficam por conta de Todd Gurley, que mais uma vez foi fator preponderante rompendo as trincheiras e carregando os Rams quando necessário, e para o equilíbrio de um excelente ataque dos Seahawks, que conseguiu correr bem com Cris Carson e Mike Davis, e voltou a utilizar uma arma que estava esquecida no playbook do coordenador ofensivo Brian Scottenheimer: o play action de Russel Wilson.

Com os ataques prevalecendo sobre as defesas, a surpreendente atuação do time da casa contra a sensação do campeonato ficou mais evidente. Vale lembrar que na semana passada, Seattle sofreu para vencer Arizona com um field goal no final. E cá entre nós, é por isso que a NFL é a NFL! Tyler Lockett pelo lado dos Seahawks e Robert Woods pelo lado dos Rams fizeram a festa nos passes em profundidade, alargando o campo, e complicando ainda mais as defesas.

 

[[{"type":"media","view_mode":"media_large","fid":"1929","attributes":{"class":"media-image size-full wp-image-5735 aligncenter","typeof":"foaf:Image","style":"","width":"2981","height":"1680","alt":""}}]]

 

Placar no Halftime: 17-17

 

Na metade final da partida, a tônica foi a mesma. Play action funcionando para Seattle, jogo corrido e Jared Goff operando boas jogadas para os Rams, e as defesas patinando. A diferença é que as chamadas ofensivas dos Seahawks passaram a ficar menos criativas, e o jogo corrido já não conseguia os avanços necessários, apesar dos esforços de Wilson que voltou a praticar bloqueios para seus running backs.

Cairo Santos, kicker brasileiro, fez sua estreia por Los Angeles, e quase complica as coisas para sua equipe ao desperdiçar um extra point que empataria a partida em 31 a 31, deixando os donos da casa um ponto à frente e com a posse de bola restando pouco mais de 7 minutos no relógio. Porém o ataque não produziu, devolveu a bola, e Cairo se redimiu ao acertar um field goal, deixando os Rams na frente por 2 pontos.

Posse de bola, pouco mais de 5 no relógio, apoio da torcida, e Wilson no comando. Seattle teve a chance de vencer a partida. Bastava levar a bola até a linha de 30 e bater um field goal. Porém antes do 2 minute warning a bola já estava com os Rams de novo. Destaque para a última jogada, onde Seattle receberia a bola com pouco mais de 1 minuto e 1 tempo a pedir, tendo a última chance. Porém, os gênios da sideline queimaram o tempo por erro na formação. McVay então desistiu de bater o punt, e arriscou uma quarta descida pra uma jarda em seu próprio campo, com sucesso. Depois foi só ajoelhar.

 
Final: Rams 33 - 31 Seahawks
 

[[{"type":"media","view_mode":"media_large","fid":"1930","attributes":{"class":"media-image size-full wp-image-5734 aligncenter","typeof":"foaf:Image","style":"","width":"2987","height":"1680","alt":""}}]]

 

Rams invictos, rumo à seed #1 da NFC. Porém com a ressalva de ter encontrado grande dificuldade contra um ataque limitado e engessado, mas que surpreendeu a forte defesa de L.A sem grandes dificuldade ao alongar o campo com jogadas em profundidade contra a secundária. Já os Seahawks, jogaram como nunca neste ano. Encontraram equilíbrio no ataque, que balanceado, lembrou as boas atuações de anos anteriores. Já a defesa, necessita muito mais para empolgar o torcedor, órfão da Legion of Boom, e que viu pela primeira vez desde 2012 seu time atuar sem nenhum membro da histórica secundária que marcou época.