Conteúdo
×

Error message

  • Image resize threshold of 10 remote images has been reached. Please use fewer remote images.
  • Notice: Trying to access array offset on value of type bool in imagecache_token_tokens() (line 179 of /home/playmakerbr/playmakerbrasil.com.br/sites/all/modules/contrib/imagecache_token/imagecache_token.tokens.inc).
  • Notice: Trying to access array offset on value of type bool in imagecache_token_tokens() (line 183 of /home/playmakerbr/playmakerbrasil.com.br/sites/all/modules/contrib/imagecache_token/imagecache_token.tokens.inc).
  • Notice: Trying to access array offset on value of type bool in imagecache_token_tokens() (line 179 of /home/playmakerbr/playmakerbrasil.com.br/sites/all/modules/contrib/imagecache_token/imagecache_token.tokens.inc).
  • Notice: Trying to access array offset on value of type bool in imagecache_token_tokens() (line 183 of /home/playmakerbr/playmakerbrasil.com.br/sites/all/modules/contrib/imagecache_token/imagecache_token.tokens.inc).

Segunda-feira de rodada cheia na NBA! 11 jogos agitaram a noite de quem gosta de basquete.

21 de novembro de 2017

Saiba quais foram os destaques dessas partidas:
(por Rafael Lima)

Minnesota Timberwolves 102 - Charlotte Hornets 118

Jogo muito equilibrado até o quarto período, quando Frank Kaminsky (24 pts) resolveu pontuar de tudo quanto foi jeito e a vantagem de Charlotte que era de 4 pontos no início do período, terminou em 16.
Mesmo com a ótima atuação de Kaminsky no último período, o craque da partida foi o pivô Dwight Howard com 25 pontos, 20 rebotes e 4 tocos, sendo essencial para o seu time dos dois lados da quadra.

 Cleveland Cavaliers 116 - Detroit Pistons 88

Com um quarto inicial fantástico de LeBron James (16 dos seus 18 pontos no período) e um primeiro tempo de completo domínio dos Cavs, o jogo foi para o intervalo já decidido com o placar de 73 a 46 para Cleveland.
Apesar do placar elástico a decisão se fez pela quebra da confiança de Detroit, que errava lances infantis e não conseguia sair da ótima marcação dos Cavaliers (Jae Crowder foi bem neste quesito). Tanto que as equipes chegaram no quarto período com 101 a 62 para os visitantes. Depois foi só o Cleveland Cavaliers colocar os reservas e esperar o tempo acabar para a vitória chegar.
Kevin Love novamente merece destaque com um duplo-duplo de 19 pontos e 11 rebotes, se adaptando muito bem a função de pivô.

 Indiana Pacers 105 - Orlando Magic 97

Nem os duplo-duplos de Nikola Vucevic (25 pts e 13 reb.) e Aaron Gordon (13 pts e 12 reb.) foram suficientes para o Orlando Magic segurar a vantagem do primeiro tempo até o final.
O triunfo dos Pacers passa muito pelos chutes do perímetro em momentos cruciais de Bojan Bogdanovic (5/7), que terminou com 26 pontos e da atuação espetacular de Victor Oladipo, que fez de tudo em quadra, finalizando sua participação com números expressivos (29 pontos, 9 rebotes, 5 assistências e 7 roubadas de bola). Aos poucos Oladipo está preenchendo a lacuna deixada por Paul George no coração dos torcedores.

Utah Jazz 86 - Philadelphia 76ers 107

Domínio total dos sixers! Ben Simmons é e, se conseguir se manter saudável, será tudo o que as previsões otimistas esperavam. O garoto chuta bem de média e longa distância, faz bem a transição e as infiltrações, arma e executa as jogadas, realmente trata-se de um jogador completo.
Na noite de ontem, Simmons foi o principal destaque de Philadelphia liderando a equipe para a vitória tranquila com 27 pontos e 10 rebotes. Joel Embiid também chegou ao duplo-duplo, com 15 pontos e 11 rebotes e JJ Reddick anotou 20 pontos, merecendo destaque.

Los Angeles Clippers 85 - New York Knicks 107

Alguma coisa está acontecendo com o Los Angeles Clippers. Depois de vencer as 4 primeiras partidas da temporada, o time ostenta uma campanha de 5-11, com 9 derrotas seguidas. Parece que Doc Rivers perdeu a mão, neste último jogo ele utilizou Austin Rivers (filho do técnico) como armador principal, invertendo a função com Patrick Beverley e também trocou as funções de Blake Griffin e Wesley Johnson, deixando o seu franchise player na posição 3. Isso comprometeu a armação da formação titular e tirou a intensidade no garrafão, sobrecarregando DeAndre Jordan, o resultado foi um passeio dos Knicks com 6 atletas chegando aos dois dígitos de pontuação e um massacre nos rebotes de 51 a 36 (16 somente de Enes Kanter).
Pra variar, o cestinha do duelo foi Kristaps Porzingis com 25 pontos.

 Portland Trail Blazers 100 - Memphis Grizzlies 92

Outro caso de equipe que começou surpreendendo positivamente e agora vem caindo de produção (não tanto quanto os Clippers). Mas desta vez não foi o caso, a franquia do Tennessee não contou com Mike Conley, uma de suas principais estrelas, e mesmo assim fez um jogo equilibrado contra o Portland.
A partida foi decidida no final pela força do conjunto dos visitantes, que apesar de serem conduzidos pela dupla CJ McCollum (24 pts) e Damian Lillard (21pts), contaram com as ótimas presenças de Shabazz Napier, Noah Vonleh (ajudou bastante no garrafão com 18 rebotes) e Jusuf Nurkic para virarem o placar no quarto período.

 Washington Wizards 99 - Milwaukee Bucks 88

O elenco mais equilibrado foi fundamental para a vitória dos Wizards fora de casa, com um bench scoring de 28 a 16 para equipe da capital americana. Kelly Oubre Jr entrou pegando fogo e foi responsável por 18 pontos (3/5 do perímetro).
Mesmo sendo o cestinha da partida com 23 pontos, o Greek Freak não estava nos seus dias dominantes, errando a grande maioria dos arremessos e sem a tradicional vantagem nos matchups, principalmente contra Markieff Morris.
Os Bucks começaram levando um atraso, mas conseguiram se recuperar no segundo quarto, só que a falta de inspiração dos atletas que vieram do banco, principalmente dos jovens Thon Maker e Malcolm Brogdon, errando tudo que tentavam, foi determinante para a derrota no final.
Além da bela atuação de Oubre Jr., vale destacar a ótima presença ofensiva de Bradley Beal, anotando 23 pontos.

Oklahoma City Thunder 107 - New Orleans Pelicans 114

No duelo do trio George, Westbrook e Anthony contra a dupla Davis e Cousins, venceu quem tinha os coadjuvantes mais participativos e o astro mais inspirado, no caso, Anthony Davis.
O Oklahoma City Thunder começou melhor com os arremessos certeiros de Paul George e Russell Westbrook e chegaram a colocar 19 pontos de vantagem no primeiro quarto (25 a 6), mas Jrue Holiday começou a aparecer no ataque, incendiando o restante do time. O jogo de garrafão de New Orleans foi colocado em prática e DeMarcus Cousins e Anthony Davis dominaram aquele espaço. Rajon Rondo com belos passes e Davis na conclusão das jogadas, começaram a aparecer mais e a diferença no placar começou a ser pulverizada ainda no primeiro quarto (terminou 33 a 24 para OKC).
Na volta do intervalo os Pelicans voltaram ainda melhores com Davis imparável. E foi assim que o time tomou a frente para garantir a vitória.
Anthony Davis terminou com um duplo-duplo de 36 pontos e 15 rebotes.

 Boston Celtics 110 - Dallas Mavericks 102 (OT)

Que jogo meus amigos! E que vitória dos Celtics!
Desta vez Kyrie Irving e cia começaram com força total, chegando a abrir 15 pontos no primeiro quarto, mas na rotação os Mavs cresceram e no terceiro período já estavam 13 pontos na frente.
Depois do baque, Irving, Marcus Smart e Jayson Tatum resolveram jogar e canalizaram os ataques celtas para arrancarem o empate no final com uma cesta de 3 de Smart e uma ponte aérea de Irving, depois de roubar a bola de Nowitzki, para Tatum.
Na prorrogação Kyrie Irving tomou conta das ações e conduziu os Celtics a 16ª vitória seguida. O armador foi espetacular terminando sua participação com 47 pontos, cestinha absoluto da noite. Outro que merece ser lembrado é Jaylen Brown, que anotou 22 pontos e pegou 9 rebotes.
Pela parte de Dallas, que dentro de suas limitações, jogou muito bem, podemos destacar Harrison Barnes (31 pts e 6 reb.), Wesley Matthews (18 pts e 6 reb.) e o duplo-duplo do veterano Dirk Nowitzki (14 pts e 12 reb.).

Atlanta Hawks 85 - San Antonio Spurs 96

O San Antonio Spurs jogou para o gasto e aproveitou os erros e limitações do Atlanta Hawks para vencer sem sustos.
O principal destaque foi novamente LaMarcus Aldridge com 22 pontos e 11 rebotes, mas também é preciso citar a atuação de Manu Ginobili saindo do banco para marcar 16 pontos e dar uma grande contribuição para a vitória.
Pelo lado do Atlanta, a única coisa que funcionou foi o garrafão com a presença física de Dewayne Dedmon (11 pts e 9 reb.) e do garoto John Collins, dos dois lados da quadra, terminando com 21 pontos e 9 rebotes. Pena que o resto do time não ajuda!

 Denver Nuggets 114 - Sacramento Kings 98

Forte coletivamente, o Denver Nuggets nem precisou da presença de Paul Millsap em quadra para vencer o Sacramento Kings com tranquilidade.
O elenco mais equilibrado e o estilo de jogo de rodar a bola, abrindo espaço para arremessos certeiros de média e longa distância foram fundamentais para os Nuggets frustrarem e cansarem os Kings, para deslancharem no segundo tempo, garantindo o triunfo com tranquilidade no final.
Mesmo com a força do conjunto, vale ressaltar as atuações de Will Barton com 25 pontos (5/6 do perímetro), 6 rebotes e 5 assistências; Gary Harris e Jamal Murray com 20 e 18 pontos respectivamente e Nikola Jokic, com um duplo-duplo (16 pts e 14 reb.).