February 19, 2020

Toronto doutrinando, Bogdanovic “on fire”, vitória apertada dos Nets e muito mais!

(por Natassjia Bouchard, Matheus Correia e Jefferson Castanheira)

Confira tudo o que aconteceu nos jogos de segunda-feira da NBA:

 

Toronto Raptors 137 @ 126 Minnesota Timberwolves

O primeiro jogo de D’Angelo Russell com os Wolves não poderia ter sido contra um time pior. O Toronto Raptors vinha de 14 vitórias seguidas e os Timberwolves nas mãos de Paskal Siakam viraram estatística. A pressão de substituir o ex-jogador Wiggins não abalou Russell, pelo menos no ataque. Anotando 22 pontos em 12 arremessos, o armador foi responsável também de criar diversas jogadas durante a partida, finalizando com 5 assistências. Isso colaborou para que a equipe totalizasse 126 pontos contra o segundo melhor time defensivo da liga. Entretanto, a defesa deixou a desejar. Karl Anthony Towns, mesmo sendo uma máquina no ataque, é considerado de acordo com a ESPN o pior pivô quando o quesito é defesa.

A partida no ScotiaBank arena foi controlada pelos Raptors, porém, no segundo quarto, ocorreu um apagão da equipe e Minnesota conseguiu uma vantagem de 8 pontos. Foi aí que o banco da equipe canadense entrou em ação. OG Anunoby anotou um career high de 25 pontos e 12 rebotes vindo do banco. A “segurada” que os reservas deram no time visitante foi importantíssima para a vitória dos anfitriões nesta segunda-feira.

O jogo em si foi parelho, o que deu a vitória para a equipe da casa foi o apagão dos Wolves no terceiro quarto. Onde os Raptors venceram por 32 @ 19, com um show de defesa em cima do visitante. Esta foi a 15ª vitória do time canadense, mas ainda não se sabe onde essa sequencia acabará.

Destaques da partida:

Raptors

Pascal Siakam 34 pontos, 6 rebotes e 5 assistências

Kyle Lowry 27 pontos, 7 rebotes e 11 assistências

OG Anunoby 25 pontos, 12 rebotes.

Wolves:

Karl Anthony Towns 23 pontos, 10 rebotes e 7 assistências.

D’Angelo Russell 22 pontos e 5 assistências.

Juancho Hernangomez 15 pontos, 5 rebotes.

 

Utah Jazz 123 @ 119 Dallas Mavericks

 

 

Após a vitória excepcional do Jazz contra os Rockets, Utah seguiu na sua viagem pelo Texas a caminho de sua próxima vítima: “As viúvas de Luka Doncic”.

O primeiro tempo foi dominado pela equipe de Utah. Gobert e Bogdanovic jogaram de maneira excepcional, fazendo muito uso do pick-and-roll e antes do halftime, Rudy já havia anotado seu 41º duplo-duplo da temporada. Para isso, o pivô francês não teve que fazer muito esforço. Enquanto Porzingis tentava parar Bogdanovic, o garrafão ficava aberto para que Gobert chamasse a bola, trazendo a marcação e/ou fazendo a cesta.

Toda essa química entre o time visitante resultou em 23 pontos de vantagem em cima do atual 7º colocado da conferência oeste. Distância no qual deveria ter sido suficiente para trazer uma vitória tranquila para Utah. Porém, não foi bem assim.

Jazz teve diversos turnovers (21 e convertendo apenas 12 pontos), perdendo oportunidades de ataque. Isso fez com que os Mavs, por meio das mãos de Hardaway Jr., conseguissem diminuir a vantagem para 5 pontos!

Os reservas Clarkson e Mudiay, entraram em quadra para restaurar o resultado desejado. Juntos somaram 37 pontos e foram muito importantes para que o Jazz mantivesse a vitória nas mãos. Com isso, o time visitante consegue sua terceira vitória seguida e, com um belo aproveitamento de 59% de arremessos convertidos, além de 45 rebotes no confronto.

Destaques da partida:

Jazz

Rudy Gobert: 17 pontos e 16 rebotes.

Donovan Mitchell: 23 pontos.

Jordan Clarkson: 25 pontos, 5 rebotes e 8 assistências.

Mavericks

Tim Hardaway Jr: 33 pontos.

Kristaps Porzings: 28 pontos e 5 rebotes.

Seth Curry: 15 pontos.

 

Orlando Magic 135 @ 126 Atlanta Hawks

Com ótima atuação da dupla de garrafão, o Orlando Magic superou os Hawks no Amway Center. O confronto foi equilibrado, com ambas as equipes tendo consistência e qualidade no ataque, mas Orlando conseguiu explorar bem os principais problemas e falhas de Atlanta, busando a vitória com uma excelente atuação de Aaron Gordon e Nikola Vucevic. A ausência de um pivô que tenha a capacidade de defender e pegar rebotes ainda é o principal problema dos Hawks. Clint Capela é a solução deste problema, mas o suíço ainda está lesionado.

Orlando teve um ótimo aproveitamento debaixo da cesta e anotou 14 rebotes ofensivos, 10 a mais que Atlanta. Gordon (26 pontos, 9 rebotes e 4 assistências) e Vucevic (24 pontos, 9 rebotes e 9 assistências) foram os protagonistas, mas Evan Fournier (22 pontos) também contribuiu com os arremessos de longa e média distância. Por Atlanta, Trae Young teve uma noite “abaixo do normal”, anotando “apenas” 29 pontos e 9 assistências; o problema foi seu aproveitamento nos arremessos: 37% (7/19). John Collins também contribuiu com 22 pontos e 8 rebotes.

 

Detroit Pistons 76 @ 87 Charlotte Hornets

Os Pistons foram para quadra com provavelmente um dos piores lineups dos últimos 10 anos na NBA. Sem Derrick Rose, Blake Griffin, Luke Kennard, Markieff Morris e claro, Andre Drummond, Detroit teve Reggie Jackson como seu “melhor” jogador na partida. Detalhe: Reggie anotou apenas 8 pontos em 28 minutos. Quando seu quinteto titular é composto por Thon Maker, Bruce Brown, Chris Wood, Reggie Jackson e Tony Snell, não tenha dúvidas, a derrota é certa.

A sorte foi que do outro lado não estava uma das melhores equipes da liga, mas sim, os Hornets. E de longe, a franquia de Charlotte possui um elenco melhor que o dos mandantes. Mesmo com um aproveitamento de 38% nos arremessos de quadra, os visitantes conseguiram uma vitória tranquila, com Miles Bridges (18 pontos e 7 rebotes), Malik Monk (17 pontos) e Devonte’ Graham (14 pontos, 7 rebotes e 11 assistências) sendo os destaques. Por Detroit, Thon Maker foi o cestinha (que fase!) com 12 pontos e 12 rebotes.

 

Indiana Pacers 105 @ 106 Brooklyn Nets

 

 

Os Nets vem se virando bem na ausência de Kyrie Irving. Nos últimos 4 jogos sem o armador, são 3 vitórias, e a equipe possui até mesmo um melhor aproveitamento de vitórias no geral sem Uncle Drew em quadra. Geralmente quem assume o protagonismo na ausência de Kyrie é Spencer Dinwiddie.

Novamente, o armador foi decisivo ao acertar um arremesso de meia distância faltando menos de cinco segundos restantes no relógio para virar o placar e dar a vitória à equipe. Foi uma derrota de partir o coração para os Pacers. Domantas Sabonis teve uma atuação fantástica e a equipe esteve na frente do placar na maior parte do confronto. Indiana ainda teve chance de ganhar a partida com 3.8 segundos restantes para o fim, mas Malcolm Brogdon, que foi de certa forma decepcionante em quadra, desperdiçou o arremesso de três pontos. Dinwiddie foi o cestinha de Brooklyn e anotou um double-double com 21 pontos e 11 assistências, além de 6 rebotes. Joe Harris também teve boa atuação pela equipe e anotou 15 pontos e 8 rebotes.

Por Indiana, Sabonis pode ser o All-Star menos popular deste ano, mas na partida com certeza jogou como um. O ala-pivô anotou um triple-double com 23 pontos, 10 rebotes e 11 assistências. TJ Warren contribuiu com 19 pontos. Victor Oladipo segue tendo dificuldades em seu arremesso. Desde que voltou de lesão, Oladipo tem um aproveitamento de 29,9% em 6 jogos. Na partida, anotou 12 pontos, com um aproveitamento de 36%.

 

Phoenix Suns 100 @ 125 Los Angeles Lakers

Apesar do primeiro quarto existir 18 trocas de liderança, o que se viu no restante da partida foi um completo domínio dos Lakers, que terminou a partida demolindo no quesito de rebotes por 59 a 29. Mikal Bridges liderou Phoenix com 18 pontos, 6 rebotes e três assistências e foi o principal nome dos visitantes que capturaram apenas 3 rebotes ofensivos contra 16 de Los Angeles.

Sobre a equipe de LA, LeBron James fez 17 pontos, capturou 8 rebotes e deu 9 assistências, enquanto Anthony Davis fez 25 pontos e capturou 10 rebotes. Outros destaques dos Lakers foram Rajon Rondo com 23 pontos e os 15 rebotes de Dwight Howard.

 

Miami Heat 113 @ 101 Golden State Warriors

Dos 48 minutos da partida, o Heat só não esteve na frente do placar em 3 deles. Os últimos 45 minutos da partida foram de completo controle de Miami, cedendo muito mais a bola entre os companheiros com 36 assistências contra 23 dos donos da casa. Com isso, o Heat teve ótimo desempenho ofensivo convertendo 49% dos ataques enquanto manteve o Warriors com apenas 39%.

Perante estes fatos, o Heat jogou como se espera de uma equipe muito competitiva, com excelente estreia de Jae Crowder e seus 21 pontos e 8 rebotes, sendo que Jimmy Butler foi o principal nome do Heat com 21 pontos e 10 assistências.

Pelos Warriors, Damion Lee jogou muito bem e liderou a equipe com 26 pontos marcados.

 

San Antonio Spurs 120 @ 127 Denver Nuggets

Virada sensacional dos Nuggets contra os Spurs. San Antonio chegou a abrir 23 pontos de vantagem no placar até mesmo no terceiro período, porém, nos últimos 8 minutos de partida, viu os donos da casa crescerem e dominarem.

Não bastou o desempenho excelente de LaMarcus Aldridge com 33 pontos, 6 rebotes e 5 assistências, já que Denver viu Jamal Murray (26pts, 6ast) e Paul Milsap (22pts) chamarem a responsa e irem pra cima da desvantagem. Isso se deve a precisão ofensiva gritante dos Nuggets, com 56% de arremesso de quadra e 51% da linha de três pontos.

 

Sacramento Kings 111 @ 123 Milwaukee Bucks

 

 

O grego Giannis Antetokounmpo não jogou contra os Kings nesta segunda-feira dado o nascimento de seu filho. Entretanto, sem Antetokoumpo, sem problemas.

Bledsoe e Middleton lideraram a equipe à vitória contra o melhor instagram da NBA (é sério, olha lá!). Ambos anotaram 28 pontos. Middleton, porém, ficou a duas assistências de distância de marcar um triple-double, totalizando além dos 28 pontos, 11 rebotes e 8 assistências.

Depois de estar atrás no placar por 14 pontos, Kings tentam uma reação liderada por Harrison Barnes, o time conseguiu vantagem jogando dentro do garrafão, mas pecou em deixar o seu adversário arremessar em meia distância com facilidade. Sacramento liderou em pontos no segundo quarto, vencendo de 34 @ 19. Mas o jogo foi do Bucks do inicio ao fim. Esta foi a quinta vitória consecutiva da equipe de Milwaukee.

Destaques da partida:

Bucks

Khris Middleton: 28 pontos, 11 rebotes e 8 assistências.

Eric Bledsoe: 28 pontos, 8 rebotes e 8 assistências.

Brook Lopez: 20 pontos e 3 tocos.

Kings

Harrison Barnes: 23 pontos.

De’Aaron Fox: 17 pontos, 8 rebotes e 11 assistências.

Bogdanovic e Bjelica: 16 pontos cada.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.